quarta-feira, 12 de março de 2008

O 1º...

EU me vejo...

Unhas roídas pelo nervosismo do inesperado constante; cabelos espetados porque simplesmente não sei o q fazer com eles; pequenos tiques (tenho o costume de beliscar meu próprio rosto) pra sentir minhas mãos perto de mim; me sinto só no meio de multidões; analiso 1º tudo antes de agir; gosto mesmo de observar; sou tímido com estranhos; carinhoso com amigos, leal também...; prefiro qualidade a quantidade em todos os sentidos; quando durmo muito sinto mais sono do que quando durmo pouco; me sinto extremamente diferente das outras pessoas, talvez seja um de meus muitos complexos (no caso o de inferioridade); sou besta ao ponto de perdoar praticamente tudo; não me sinto bem guardando magóas; gosto de ser "nada a ver" porque ser assim me faz sentir melhor; ouço a mesma música várias vezes e depois é que percebo que não estava prestando atenção nela, meus pensamentos mais uma vez estavam voando por ai..., isso ocorre muito; falo sozinho porque isso me faz sentir auto-suficiente e seguro das coisas; gosto de planejar e mais ainda do inesperado; não estou onde pensei que estaria com 16 anos (pensei que estaria em Hogwarts); já li muito, mais hoje em dia fiquei acomodado com relação a tudo; não sei chegar nas pessoas, mais sei me manter perto; gosto de estar entre amigos; gosto de músicas antigas que me fazem lembrar de coisas e imaginar outras tantas...; sim, sou gordo, me sinto mais gordo do que aparento, mais acho que já me acostumei com isso, não penso em mudar drasticamente; minha forma de pensar não muda, se atualiza; gosto de ver os 2 lados da moeda e acho isso muito justo; tenho muitos dejavus, e sim, eles já aconteceram, já deixei de fazer coisas por causa deles e isso me deixou curioso pois eu não sabia se iria realmente acontecer, gosto de me vestir normalmente, nada de grandes extravagâncias, gosto de cores sólidas (vermelho, verde floresta, azul marinho, etc), tenho sonhos toscos que me deixam mais confuso do que já sou; tenho vontades estranhas em lugares inusitados e gosto de expressá-las; gosto de praia, mas não gosto de calor, prefiro o frio, mas não gosto de chuvas(só pra dormir); tenho saudade de meus tempos de criança, mas não queria retornar à eles, sinto que isso não me faria bem, prefiro que fiquem na lembrança, o que passou, passou; me sinto vulnerável em frente á multidões e isso me faz ficar mais forte, gosto de falar pra muita gente, me sinto seguro; meus pensamentos me entregam porque meu rosto os expressa automaticamente; escrevo muitas coisas que não se relacionam bem...; confundo sentimentos; tenho vontade de ser mais amigo do que sou; e não, eu não consigo me entender, então sugiro que você nem tente, pode ser uma tarefa sem fim...

- Por que tudo tinha q mudar??? É, eu sei q eu pedia uma mudança drástica á muito tempo, mas... Realmente devemos ter cuidado com o q pedimos, desejos se realizam...
O EDA se foi, a PJM chegou, eu me fui, não sei... Meu coração, onde estará? Amar? Não sei se vou conseguir tão cedo. Voltar a sonhar? Quem disse que parei? Apenas meus sonhos estão mais confusos que o normal...
12/03/08 22:02

Um comentário:

Lizandra disse...

comentários são sempre bem aceitos.

Espero. rss


Relaxe!